Preste atenção: Tucuruí Hoje: Dança tipica de tucuruí

Dança tipica de tucuruí

tucurui
Dança tipíca

Artesanato  
Com uma vertente legítima e autêntica da cultura local, o artesanato desenvolvido pelos índios Assurinis e Parakanãs, ainda que pouco conhecido e explorado, encanta por sua beleza primitiva.
As peças de uso decorativo ou mesmo as bijuterias confeccionadas por esses índios, têm um enorme valor histórico e cultural, que hoje tem despertado grande interesse do mercado externo, por serem consideradas peças feitas por povos de uma cultura autêntica, mesmo que influenciada pelos valores modernos.
A produção artesanal urbana sofre um pouco mais a influência imigratória cultural.Os trabalhos desenvolvidos pelos artesãos locais são em sua maioria bordados, crochês, confecção de redes (influência nordestina), peças que usam como matéria-prima, produtos da região amazônica, como talas e cipós.
Um trabalho que expressa muito bem a riqueza natural e a essência cultural da cidade. Um trabalho para ser apreciado de perto!
Culinária  
A culinária local apresenta forte influência gastronômica de outras regiões, em pratos como o Vatapá, Caruru e a Panelada, que vêm da região Nordeste do país para a mesa do Tucuruiense.
Já o churrasco e as diversas massas, vêm das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O Tacacá e a Maniçoba são pratos típicos da região Norte.
Como não podia deixar de ser, os pratos feitos com pescados são os mais apreciados na cidade. Pratos preparados com Tucunaré, tais como: Tucunaré no Saco, Croquetes de Tucunaré, Tucunaré Assado na Folha de Bananeira e Tucunaré ao Leite de Coco, enchem os olhos e agradam a todos que experimentam. Outros saborosos peixes como o Pirarucu, o Mapará e o Filhote são também muito apreciados.
Os doces, sorvetes, licores e compotas feitas com frutas regionais como o Cupuaçu, o Bacuri, o Taperebá e o famoso Açaí são outras delícias que não se pode deixar de experimentar.
Cultura  
Com influência cultural das populações que para cá migraram, devido os diversos ciclos econômicos da cidade, as manifestações culturais apresentam-se diversificadas, porém com um toque do espírito Paraense.
•Manifestações Folclóricas
 - Danças, Folguedos e Bailados:
Assim como em outras manifestações folclóricas, nas danças, folguedos e bailados o município de Tucuruí sempre sofreu influências dos valores culturais das populações que para cá migraram, nos diversos ciclos econômicos  ocorridos em Tucuruí e região. O certo é que, tais influências, hoje já incorporadas à cultura local, adquiriram novas representatividades e valores, pois o encontro de diversas culturas, acabou criando novos modos de manifestação, presentes principalmente nas danças. Entre estas, destacam-se o Boi-Bumbá, o Cordão de Pássaro, a Quadrilhas, o Samba de Cacete, o Carimbó, o Síria, dentre outras. E como não podia deixar de ser, surgiram novas danças que tão bem representam a cultura local, como a belíssima Dança do Tucunaré.
  - Crendices, Contos e Lendas:
As crendices, contos e lendas de Tucuruí, são ricas e de variadas temáticas. Sendo que as lendas, em sua maioria, contam com o imaginário típico do homem amazônico, mais especificamente nas tradições populares    paraenses da região do Tocantins. Como principal exemplo da dispersão do imaginário do homem amazônico, temos a lenda da “Cobra Norato”, que é das mais famosas e se espalha por toda a Amazônia, mas parece ter sido o centro de dispersão, o trecho compreendido entre Patos e Abaetetuba. E assim como essa existem várias outras lendas, tais como: A Matinta-Pereira, A Menina que Virava Cobra, A Mulher de Branco, O Boto, O Barulho do Trole, Os Índios de Tucuruí, O Curupira, e muitas outras  que estão no imaginário popular do povo Tucuruiense. 
 - Artes:
Tucuruí possui algumas expressões artísticas que devem ser consideradas. São obras demonstradas em esculturas, pinturas, desenhos e também na literatura e poesia. Na vertente escultura, pintura e desenhos, destacam-se artistas com obras de entalhe em relevo na madeira, esculturas de madeiras, desenhos a grafite e pinturas a óleo sobre tela, com temas geralmente regionais. Nas artes literárias, novos valores estão surgindo e tem-se dado bastante atenção à valorização das obras que são históricas-descritivas ou que sintetizam a exaltação ao município. 
•Manifestações Religiosas:
Devido aos constantes ataques dos índios na Vila Alcobaça, o diretor da Estrada de Ferro Tocantins, Dr. Amyntas Lemos, que era devoto da Nossa Senhora da Conceição, a trouxe para Tucuruí passando então a santa, a ser considerada a proteção divina do município. Com a chegada da Santa, houve uma significativa mudança na vida religiosa dos funcionários, que deram início a festejos realizados no mês de Novembro, durando nove dias. Com celebrações, leilões, festas, bingos, entre outros, os festejos tinham o objetivo de arrecadar fundos para a construção de novos templos e obras de caridade.
São José, considerado o Santo da Chuva, foi o segundo homenageado e tem as festividades que comemoram o seu dia, realizadas no mês de Maio. Embora o dia de São José seja 19 de Março, os fiéis transferiram as comemorações para Maio, pois as chuvas impedem os festejo no mês de seu aniversário.
Nossa Senhora de Nazaré, a padroeira do estado, tem sua festa de comemoração realizada há nove anos neste município, em função da impossibilidade da maioria dos fiéis deslocar-se até a cidade de Belém para participarem do Círio, uma das maiores manifestações religiosas do país. A mesma é realizada em outubro com 09 dias de novenas, sendo a peregrinação fluvial realizada no oitavo dia e o nono dia finaliza o festejo com a tradicional procissão.
O Mês Mariano é caracterizado pela realização de novenas nas congregações de cada bairro. No último domingo do mês de maio, há o encontro de todas as comunidades na Igreja Matriz para a realização da Santa Missa.
Os evangélicos, no segundo domingo de dezembro, em comemoração ao Dia da Bíblia, reúnem-se em um determinado local, durante 03 (três) dias para fazerem a leitura completa da Bíblia, onde vários irmãos a lêem  sem interrupções, até concluir o tempo determinado. No último dia fazem passeatas pelas ruas com faixas e cartazes. Outras igrejas promovem cruzadas de evangelismo, vigílias, encontros, congressos e correntes de oração.
FONTES DE PESQUISA: http://cidadedetucurui.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mapa de Visualização

Tucurui MAPS